Mover Gráficos

É frequente as folhas de Excel ficarem muito cheias com os diferentes cálculos que precisamos de fazer, e se incluirmos gráficos e as tabelas que lhe dão origem, então temos uma grande confusão.

Se o autor da folha conhece bem a disposição dos diferentes elementos, outras pessoas podem ter dificuldade em seguir uma ordem. Está na hora de arrumar a casa!

Para mover gráficos ( o que por vezes é complicado) há um modo rápido e simples de o fazer:

Com a tecla CTRL premida clicar com o botão esquerdo do rato no gráfico, uns círculos aparecem nos cantos da área do gráfico (assinaladas com setas na animação), depois é utilizar as setas do teclado para mover o gráfico.

 

Mover gráfico
Mover gráfico numa folha de Excel

Boas arrumações!

Anúncios

Gráfico Histograma

O Excel não tem predefinido um gráfico histograma, mas podemos construir um a partir dos conhecidos gráficos de colunas:

A partir de uma tabela vamos criar um gráfico de colunas:

Gráfico Histograma

Seleccionamos as colunas e com Ctrl+1 abrimos a caixa de diálogo Formatar Série de Dados e em Opções de Série reduzimos a Largura do intervalo para 0%

Painel de Tarefas
Painel de Tarefas – Excel 2013

Com intervalo reduzido a 0% as colunas agrupam-se e temos o gráfico Histograma.

Gráfico Histograma
Gráfico Histograma

Nota: utilizou-se o Excel 2013 para este tutorial, mas os passos são idênticos para o Excel 2010, o painel de tarefas é substituído por uma caixa de diálogo.

Alternativa aos gráficos circulares

Num recente estudo publicado numa revista sobre temas de ensino, foram apresentados os resultados de um programa levado a cabo durante as férias, e destinado a aumentar o interesse dos alunos do secundário pelas ciências.

Antes de ser aplicado o programa, fez-se um levantamento do interesse dos alunos pela ciência numa escala de 5 pontos, à saída utilizou-se o mesmo questionário com as mesmas escalas para se medir o sucesso do programa.

Os resultados foram apresentados utilizando 2 gráficos circulares para comparar o antes e depois do programa, como se vê na imagem (omitidas referências às Instituições):

Gráficos circulares
Gráficos circulares

O nosso olhar vai estar num contínuo movimento da esquerda para a direita e da direita para a esquerda (como num jogo de ténis!),  e as diferenças serão perceptíveis?! O olhar humano não é muito bom a percepcionar as diferenças de ângulo, que é o que  está presente quando visualizamos um gráfico circular.

Propomos o gráfico de barras para compararmos melhor as mudanças:

 

Gráfico de barras
Gráfico de barras

As diferenças de comprimento é o que visualizamos neste tipo de gráficos, e que nos dá uma informação mais correcta dos valores. A forte subida de 19% para 38% torna-se perceptível de imediato, assim como, a descida dos alunos para quem o interesse da ciência era “Tudo bem”.

Utilizámos a cor para diferenciar as resposta positivas (azul) das respostas negativas (cinzento), dentro de cada cor, jogámos com a saturação para ilustrar diferentes graus de interesse.

 

Mover Gráfico

Numa folha de Excel, por vezes ficamos com a tela ocupada com muitos objectos como sejam tabelas, gráficos e diversos cálculos.

De uma forma rápida podemos mover todos os gráficos para uma outra folha de Excel, e criar um dashboard de gráficos o que confere uma imagem mais profissional.

  1.  Em Ferramentas de Gráficos ir para o separador Estrutura
  2. No grupo Localizar clicar em Mover Gráfico
  3. Aparece a seguinte caixa de diálogo:

 

Mover Gráfico
Caixa de diálogo

Seleccionar  Objecto em:  no Menu suspenso escolher uma nova folha de Excel para a qual vamos mover todos os gráficos.

Nota: Os gráficos embora estejam numa outra folha, continuam ligados às tabelas que lhes deram origem, qualquer alteração nos valores da tabela reflecte-se nos gráficos.

Para que servem os números?

Vivemos numa era em que cada vez é mais importante encontrar sentido para os dados numéricos. Graças às novas tecnologias temos mais dados em cima da mesa de trabalho.

Como é possível analisar estes dados, de modo a tornarem-se uma ajuda efectiva no processo de decisão?

O cérebro humano tem por si só dificuldade em perceber números, mas quando acrescentamos um modo para os visualizarmos então, começamos a compreendê-los porque contam uma história.

Devido à evolução dos softwares, a interactividade destas visualizações alcançaram um novo patamar.

Os utilizadores já não precisam de ser uns expert em números para ganharem profundidade. Gráficos e Dashboards fazem esse trabalho, ajudando-os a identificar padrões, tendências e excepções nos dados numéricos.

Melhores práticas para comunicar dados numéricos